Colisão deixa 4 mortos e três feridos no Sertão

São Bento em Foco
Acidente deixou quatro pessoas mortas, entre elas uma recém nascida

Uma colisão entre dois veículos matou quatro pessoas e deixou outras três feridas na manhã de ontem, no Sertão paraibano. O acidente ocorreu na PB-323, que liga os municípios de Brejo do Cruz (PB) e Jardim de Piranhas, no Rio Grande do Norte.

Morreram no acidente José Júnior da Silva Lúcio, 34 anos; a recém-nascida Lorena Ramalho; Eliza Alzira de Lima Braga, 65 anos, e Eronilda de Sousa Braga, 65 anos.

De acordo com informações da Polícia Militar, todos os envolvidos no acidente eram paraibanos. Três deles estavam em um Siena de cor prata e placas MOS-3771. José Júnior dirigia o Siena, no qual vinha com sua filha recém-nascida de dois meses e a esposa, Rosilândia de Lima, que teve fraturas no fêmur e foi encaminhada para o Hospital Regional de Patos. Eles seguiam de Jardim de Piranhas para São Bento.

A bebê chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital de Jardim de Piranhas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois. Conforme o policial militar Saulo da Silva, não foi encontrada nenhuma cadeirinha de bebê no Siena. Segundo a PM, a família era do município de São Bento, no Sertão da Paraíba.

No outro veículo, também um Siena prata com placas MNM-2308, que seguia viagem para João Pessoa, estavam quatro pessoas, tendo duas delas morrido na hora: Eliza Alzira e Eronilda Braga. Os outros dois passageiros, Franscisco Iranilson de Souza Braga, 37 anos, e David Arraion Lima Braga, 17 anos, foram socorridos por equipes do Samu e encaminhados para o Hospital Regional de Patos. Segundo a Polícia Militar, eles são do município de Catolé do Rocha.

A colisão aconteceu em uma curva e há suspeitas da polícia de que um dos motoristas pode ter tentado livrar de buracos no local, vindo a perder o controle do veículo, o que teria provocado a colisão frontal. Somente após a conclusão do laudo pericial é que será possível saber o que realmente causou o acidente. A polícia ainda investiga as causas do acidente, que deixou a parte da frente dos veículos destruída.
 
(Colaborou Tatiana Brandão)

Do Jornal da Paraíba

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.